Muitos brasileiros sonham com a casa própria. Sejam eles recém-casados, uma família buscando estabilidade, ou até mesmo jovens procurando seu espaço. Existem inúmeros motivos que levam alguém a querer comprar um imóvel, mas a dificuldade em obter o crédito imobiliário pode ser um verdadeiro obstáculo na realização do sonho da casa própria.

Por isso, é comum que uma parte da população recorra ao crédito imobiliário, uma maneira de ficar ainda mais perto do sonho, enquanto os bancos entram em cena, financiam o pagamento e facilitam o processo com parcelas que duram até mesmo 360 meses.

Ainda assim, como conseguir esse tipo de financiamento de forma segura e ágil, investindo apenas o necessário e garantindo valores justos? Aprenda com essas 6 dicas e faça do crédito imobiliário a solução para ter o lar que sempre quis.

1.Invista no valor inicial

Quanto maior a entrada que você der, melhor será. Afinal, dessa forma sobrará um pequeno valor para ser dividido em parcelas e quanto menos parcelas, menos meses você terá para pagar os juros.

2.Fique atento ao Custo Efetivo Total

Compare não apenas as taxas de juros dos bancos, mas sim, todos os outros custos extras, como a tarifa de administração e os seguros de morte e invalidez. Seja cauteloso! Nem sempre o banco que tem os menores juros possui, de fato, um custo baixo de maneira geral.

3.Saiba o custo total da dívida, não apenas as parcelas

Some a taxa de juros mensal, os encargos e a correção anual. Lembre-se de que a parcela não será a mesma durante os próximos anos, uma vez que a inflação se faz presente e o valor é passível de ser corrigido. Antes de escolher qual financiamento será o melhor para você, coloque na ponta do lápis toda a quantia e visualize melhor o investimento.

4.Gaste com sabedoria

Em geral, os bancos comprometem apenas 30% da renda de quem está fazendo o financiamento. Ainda assim, seja esperto. Se for um casal que está realizando um crédito imobiliário, não comprometa a renda dos dois e, sim, apenas a de uma das partes. Essa é uma forma mais segura de conseguir pagar as parcelas no futuro. Afinal, nunca se sabe os imprevistos que podem aparecer.

5.Histórico

Se você tem dúvidas sobre ser aprovado ou não no financiamento, tenha cuidado com um possível histórico ruim no SPC ou Serasa. Mesmo que você não esteja endividado no momento, o fato de sair e entrar do sistema pode não ser bem visto. Inclusive, faça uma consulta e veja se não há nada em aberto.

6.Peça ajuda

empresas especialistas em soluções financeiras que podem oferecer auxílio sem custos, sem burocracia e sem filas em agências. Tenha em mente que o ideal antes de fazer um crédito imobiliário é realizar a simulação em todos os bancos, pesquisar prazos, sistemas de amortização e tantas outras características que uma consultoria pode te ajudar.

A CFIN é essa empresa, capaz de facilitar o processo. Acesse o site e descubra como!

O corretor de imóveis tem um trabalho extremamente interessante. Ele precisa encontrar o imóvel perfeito para o seu cliente, para formar o par ideal entre ambos. Porém, enquanto essa parte é bem divertida e pessoal, existe o outro lado mais burocrático, especialmente no quesito financeiro. Por isso, confira essas 6 vantagens, para você, corretor, contratar uma assessoria financeira.

Tenha o controle financeiro da sua carteira de clientes

O controle financeiro é importante para qualquer profissional, especialmente para os corretores de imóveis. Muitas vezes, o rendimento flutua de acordo com as vendas, o que significa que é importante ter um controle mais detalhado de todo o fluxo financeiro do profissional.

A assessoria financeira ajuda a controlar as próprias finanças do corretor, para que ele possa focar em atender os clientes.

Auxílio de especialistas na área

Falando nos clientes, uma assessoria financeira pode ajudar o corretor a encontrar uma solução para o seu cliente. Se ele estiver interessado em um imóvel, a assessoria pode ajudar a elaborar um plano de pagamento ou financiamento, que seja benéfico e eficaz para ambos.

Por conhecer melhor os detalhes, a assessoria pode ser capaz de encontrar a melhor solução para o cliente fazer a compra da casa dos sonhos.

Facilite o financiamento

Sendo assim, o principal benefício de contratar uma assessoria financeira para o corretor é intermediando e facilitando o processo de financiamento imobiliário. É irreal pensar que o corretor saiba tudo sobre o assunto, desde a documentação necessária, até os processos que devem ser feitos para conseguir o crédito. Além das opções alternativas e pouco conhecidas para facilitar o financiamento.

Por exemplo, para os profissionais CLT o uso do FGTS é uma ótima opção para o financiamento, e a assessoria financeira pode ajudar a encontrar a melhor solução para o cliente, além de guiar o corretor por todo o processo.

Traga mais segurança para suas transações

Com o apoio e o conhecimento de um profissional, a segurança que o corretor pode transmitir para os clientes é muito maior. Primeiramente, a assessoria financeira tem total propriedade sobre as regras e opções que o cliente tem a sua disposição. Sendo assim, contar com um apoio de uma assessoria aumenta a sua credibilidade perante o cliente, aumentando também a confiança entre ambos.

Além disso, o corretor que conta com uma assessoria, tem mais segurança de que não irão ser cometidos erros, o que poderia prejudicar sua imagem perante aos clientes.

Facilite o trabalho contábil

A assessoria financeira também pode ajudar o corretor a lidar com toda a parte contábil. Com o conhecimento mais claro de tudo que precisa ser feito, os profissionais de assessoria podem garantir que todas as informações e procedimentos estão de acordo com as obrigações da lei. Fazer isso sozinho, ou mesmo em uma corretora que não conte com profissionais especializados, é muito mais arriscado.

Emissão de relatórios e acesso a informações

Além disso, a assessoria financeira pode produzir diversos relatórios que podem ajudar os corretores a tomarem as melhores decisões. Eles podem, por exemplo, trazer um histórico de vendas em determinado período, de modo que o corretor possa avaliar seu desempenho em relação ao mercado.

Ficou interessado em conhecer mais sobre assessoria financeira? Então acesse o nosso site e saiba mais sobre o assunto.

Adquirir um carro é o sonho e objetivo de muitas pessoas. Contudo, se todos os detalhes não forem analisados com cautela, você pode ter muitos problemas que são facilmente evitados.

A negociação é o principal desse processo e é necessário que você conheça os erros que você não pode cometer ao contratar um consórcio de carros.

Muitas pessoas, por desconhecimento ou pressa para adquirir o automóvel, acabam fechando contratos burocráticos com taxas exorbitantes e rígidas condições de pagamento.

Para que isso não aconteça, listaremos abaixo os 6 erros que você não pode cometer ao contratar um consórcio de carros. Assim, ampliamos (e muito) suas possibilidades e seu sucesso.

Atrasar ou não pagar as parcelas

Acredite, esta regra é imprescindível para qualquer contratação financeira, seja consórcio ou financiamento, mas ainda é muito negligenciada pelas pessoas.

Por isso, o primeiro erro a ser evitado é deixar de quitar as parcelas de acordo com o que você tem disponível. Planejamento é tudo, nunca ultrapasse 15%, no máximo 20%, da sua renda para pagar o consórcio.

Não conhecer a instituição do consórcio

É relativamente comum fraudes e golpes na área do consórcio. E, novamente, esse é um erro que você deve evitar: pesquise sobre a atuação da instituição no mercado, se ela é autenticada pelo Banco Central para realizar este tipo de transação financeira.

Busque o portfólio de clientes que já realizaram a intermediação junto à empresa. Esse último ponto, inclusive, permite separar as melhores opções para o seu caso.

A tática do sorteio garantido

Outro problema constante (e fraudulento) são os sorteios garantidos: atente-se quando a empresa ou o intermediador financeiro apontar que, ao iniciar o consórcio, sua carta de crédito será garantida nos primeiros sorteios.

Primeiramente, essa tática é ilegal e há uma série de outras pessoas dentro do consórcio que também teriam o benefício prometido. Ou seja: fraude e um erro que não pode ser cometido.

Análise de contrato

O contrato é a sua maior segurança para avaliar se determinado consórcio é bom ou não. É nele que se estipulam as taxas, reajustes e uma série de informações para quem deseja adquirir uma linha de crédito para comprar seu carro.

Aqui, vale uma ressalva: como o dinheiro é seu, você deve ter a autonomia de poder investir em outro bem – seja móvel ou imóvel, caso mude de ideia.

Contemplado não é quitado

Ao ser contemplado no sorteio, saiba: seu carro estará em alienação fiduciária, o que impossibilita que você venda ou transfira o automóvel até quitar completamente o consórcio.

Assim, apenas quando você pagar todo o valor estipulado em contrato é o que bem adquirido passa a ser seu – podendo, inclusive, antecipar e quitar as parcelas, se tiver essa opção prevista no seu acordo.

Não procurar ajuda

Atualmente, existem vários métodos para contratar o melhor consórcio para um carro. Um dos modelos que mais tem se destacado são as consultorias gratuitas que buscam a excelência na intermediação do negócio.

Dessa forma, ao optar por quem entende do assunto, você aumenta as possibilidades de atingir o objetivo de ter seu veículo.

Visite nosso site e saiba como podemos te ajudar!

Diversas instituições financeiras prometem uma série de condições atrativas para um futuro investidor. Mas, na hora de entrar no crédito imobiliário para encontrar a casa dos sonhos, muitos brasileiros acabam se encontrando em um mar de informações, sem saber qual a melhor opção para investir suas economias, qual banco oferece mais vantagens e em qual é possível arriscar.

Hoje em dia, a internet possui uma infinidade de especialistas argumentando e tentando encontrar a fórmula ideal, mas no que, de fato, o comprador deve ficar atento ao fazer um financiamento? Quais itens devem ser analisados? Leia as cinco dicas abaixo e saiba qual banco pode ser o ideal para o seu bolso e para o seu lar.

Faça as simulações

Os principais bancos nacionais possuem um simulador de financiamento de imóveis disponível no site. Faça um comparativo e veja qual se adéqua melhor às suas condições. Alguns fazem até a análise e liberação de crédito online. Haja facilidade!

Não são apenas os juros

Nas simulações e até mesmo nas comparações, é muito comum que o indivíduo fique atento apenas ao valor dos juros oferecidos pelas instituições. Ainda assim, não é porque um banco oferece 0,7% por mês e outro oferece 0,9% que o primeiro será o mais barato. Ao somar todas as taxas e chegar ao valor final, o resultado pode ser surpreendente.

Veja a lista de exigências

Os bancos fazem diversas exigências na hora da liberação de crédito e apesar de, inicialmente, a lista ser bem parecida em todos eles, conversar diretamente com o gerente pode ser importante para entender as particularidades e pormenores que fazem a diferença entre um banco e outro.

Encontre empresas que te ajudem na decisão

Há companhias especializadas em consultoria, financiamento imobiliário e soluções financeiras que podem te ajudar nesse momento de dúvida. Por isso, recorrer a uma assessoria grátis e sem toda a burocracia que os bancos possuem pode ser uma boa forma de ver o contexto sob outra perspectiva.

Lembre-se: cada banco irá tentar convencê-lo de que possui as melhores condições, mas um consultor será capaz de analisar imparcialmente, a fim de encontrar o que é melhor para você.

Atendimento

Se você vai se comprometer com um banco pelos próximos anos, é preciso estar ciente de que terá uma equipe pronta para solucionar suas dúvidas e possíveis imprevistos ao longo desse período. De nada adianta ter um bom atendimento inicial, sem um bom relacionamento durante os anos que virão. Esteja seguro de que estará em um local que solucionará os obstáculos por você.

Com todas essas sugestões, fica muito mais fácil fazer uma lista, comparar as instituições e encontrar aquela que se encaixa no seu orçamento. Ainda assim, vale a pena se programar e pedir a ajuda dos profissionais. Afinal, uma decisão importante merece ser analisada por todos os ângulos e com o financiamento não há como ser diferente.

Se quiser mais informações, entre no site da CFIN e confira um atendimento de qualidade e inovador no mercado.

Para quem deseja adquirir um imóvel, o refinanciamento imobiliário é uma ótima opção, que permite o pagamento de menos juros com um prazo flexível. Desta forma, você conseguirá realizar o seu investimento com menos riscos e mais abertura de margem para negociação. Neste texto, falaremos sobre os benefícios do refinanciamento de imóvel. Está interessado? Continue a leitura!

O que é refinanciamento de imóvel?

Esta é uma modalidade de produto financeiro que permite ao cliente taxas menores do que as praticadas no empréstimo pessoal e no cartão de crédito. O requisito para que o cliente consiga contratar um refinanciamento imobiliário, é possuir um imóvel o qual possa oferecer como garantia ao banco, a fim de reduzir o prejuízo da instituição em caso de inadimplência.

Como os riscos do negócio são reduzidos, os juros também caem consideravelmente. A taxa de juros do refinanciamento gira a partir de 1,09% ao mês, enquanto o empréstimo pessoal tem juros semelhantes ao da taxa Selic: 6,5% ao ano.

Contrate mais, pague menos juros

Ou seja, ao contratar um empréstimo imobiliário com garantia, o cliente paga muito menos no total de sua dívida, economizando uma quantia considerável de dinheiro para investir em outras necessidades.

Além disso, o cliente que oferece um imóvel como garantia pode contratar uma ampla quantia. A maioria dos bancos possui um valor mínimo em torno dos R$ 30 mil e um valor máximo de aproximadamente R$ 2 milhões, que podem ser quitados em até 20 anos pelo cliente.

Condições de contratação

A condição, além do imóvel como garantia, é que o cliente tenha renda suficiente comprovada para honrar o compromisso financeiro. Sendo assim, o valor de sua parcela não pode ultrapassar 30% de sua renda mensal, a fim de garantir ao cliente segurança para viver com bem-estar e ao mesmo tempo impedir que ele se endivide de maneira descontrolada.

O imóvel oferecido como garantia precisa estar no nome do contratante do empréstimo e não pode ter nenhuma irregularidade. É preciso comprovar a posse do bem na matrícula do registro de imóveis. No período de vigência do empréstimo, o banco aliena a propriedade do imóvel, que continua na posse do cliente.

Assim, o cliente tem plena liberdade para residir ou alugar seu bem, estando apenas impossibilitado de vendê-lo ou trocá-lo. No momento da quitação do imóvel, a alienação pelo banco deixa de valer e o cliente volta a ter a plena propriedade de seu bem.

Para quem é o refinanciamento imobiliário

Esta modalidade de empréstimo com garantia é voltada principalmente para pessoas com bom planejamento financeiro e que desejam realizar grandes investimentos, seja na compra de um novo imóvel, algum outro bem valioso, investimentos empresariais ou pagamentos de dívidas, e que possuam um bem imobiliário para oferecer como garantia.

Os menores juros do mercado são a maior vantagem de quem busca o refinanciamento imobiliário. Se você se interessou, mas ainda tem dúvidas sobre o assunto, acesse nosso site para saber mais.

A CFIN te apresenta a melhor forma de consultoria financeira

É impressionante o número de pessoas que não tem qualquer tipo de controle das entradas e saídas do seu planejamento financeiro. Pessoas assim são as mais propensas a adquirir dívidas gigantescas e pior: não saber como administra-las e neutraliza-las.

Você tem controle da sua vida financeira? Pesquisa revela que 58% dos brasileiros não se dedicam às próprias finanças.

Leia também: Nome no SPC e SERASA não mais. Saiba como planejar sua renegociação de dívidas.

A consultoria financeira possui vertentes que abrangem a vida pessoal ou familiar, empresas e investimentos.

A CFIN te apresenta neste artigo a melhor forma de consultoria financeira, mas, para isto, vamos abrir o assunto desde o seu início.

O que é uma consultoria financeira?

Cuidar de dinheiro é sempre uma tarefa que exige atenção e organização. Ainda não possuímos uma estrutura de educação que inclua a educação financeira como base de ensino e muitas pessoas, depois de adultas, que vão aprender alguns significados importantes que muitas vezes nem exige uma consultoria financeira, porém, o básico ainda não é aprendido.

Geram-se muitas dúvidas de qual caminho seguir na hora de organizar e destinar o dinheiro (tanto de pessoas físicas, quanto de empresas). Aí que entra a consultoria financeira, que tem a finalidade de analisar, planejar e traçar estratégias financeiras para pessoas e empresas.

A vantagem de contar com uma consultoria financeira é que o consultor atua sem conflitos de interesses, metas ou comissionamentos – trabalhando com base nos objetivos e momento de vida de cada pessoa, trazendo resultados mais ágeis e racionais.

A consultoria financeira possui três vertentes de atuação. Vamos explicar cada uma delas aqui neste artigo.

Consultoria financeira pessoal

A consultoria financeira pessoal é responsável pelo planejamento das suas finanças (entrada e saída de tudo que você administra de valor), ele poderá realizar uma análise das suas fontes de renda, fluxo de despesas, montar e recomendar planos de ação para que você consiga reduzir as despesas e economizar no final do mês. E neste plano, você também consegue fazer o seu dinheiro render. A educação financeira é cada vez mais importante para todas as pessoas que administram dinheiro. Leia mais sobre a importância disto.

Qualquer pessoa consegue cuidar da sua vida financeira, mas isto exige conhecimento e dedicação de tempo. A consultoria financeira pessoal é uma forma de você reduzir o tempo gasto nessa atividade de entendimento do que fazer e já ter retorno financeiro (além de se sentir mais seguro das decisões tomadas).

O consultor será o responsável por aconselhar o cliente em assuntos, como investir e economizar, de acordo com o perfil e a situação de cada cliente. Neste caso, a consultoria financeira entra como uma grande amiga e aliada do seu bolso.

A consultoria financeira, diferente do que muitos pensam, não é cara. Considerando todas o conhecimento que será implantado na sua vida financeira e possíveis rendimentos, ter uma consultoria financeira pessoal é uma forma de investimento.

Se você possui interesse em uma consultoria financeira pessoal, CLIQUE AQUI e conheça os serviços CFIN.

Consultoria Financeira Empresarial

Neste tipo de consultoria financeira, analisa-se, de forma imparcial, o atual momento da sua empresa para avaliar e identificar as oportunidades de melhoria. São levados em consideração os seus pontos fortes e fracos para que seja possível montar uma estratégia de fortalecimento da empresa.

A consultoria financeira empresarial se inicia com o planejamento estratégico financeiro. Momento no qual existe uma fase de diagnóstico da situação financeira da empresa de acordo com os objetivos que foram definidos na abertura do CNPJ. E, caso esses objetivos não existam, a consultoria financeira auxilia para que sejam traçados.

Neste processo, os profissionais da consultoria financeira empresarial se relacionam com o time da sua empresa para que, juntos, possam encontrar melhores soluções para os processos internos e externos – sempre pensando na rentabilidade da empresa. Isso faz com que diminuam as taxas de erros nos processos (e principalmente dentro de uma empresa, tempo é dinheiro!).

A sua empresa precisa de uma consultoria financeira? Descubra falando com a gente AQUI.

Consultoria Financeira de Investimentos

Neste momento, as duas outras vertentes se misturam. Isto porque a consultoria financeira de investimentos busca as melhores oportunidades de rentabilidade e investimentos para o capital do cliente (seja para a sua vida pessoal ou situação empresarial).

A consultoria financeira de investimentos traça o perfil de risco do investidor, para que os investimentos realizados sejam sempre de acordo com os seus objetivos. O consultor de investimentos é responsável por gerir e acompanhar diariamente as aplicações dos seus clientes, diminuindo custos, tributos e melhorando a sua rentabilidade.

Por fim, destacamos que possuir uma consultoria financeira não é luxo. É investimento.

Pense no seu momento de vida financeira (pessoal ou empresarial). Pense nos rendimentos que você pode melhorar ou adquirir.

Fale conosco e descubra todas as suas possibilidades dentro do mundo das finanças.

Veja todos os tipos de empréstimo e o que se encaixa melhor para a sua vida

Quantas vezes você já parou para analisar as suas contas este ano e viu que os números não fecham? Nestes momentos cogitamos um empréstimo, mas, muitas pessoas não sabem quais são as suas opções e como escolher a melhor para a sua realidade.

Ao cogitar um empréstimo, é normal você pensar que faltou organização da sua parte para chegar nisto. Fazer empréstimo não é sinal vermelho, sempre bom lembrar. Desde que você possua organização financeira, o empréstimo pode ser o início da solução dos seus problemas. A revista EXAME listou alguns métodos de organização financeira que podem fazer a diferença na sua vida.

Veja também este artigo Faça um planejamento financeiro familiar considerando um empréstimo.

Veja todos os tipos de empréstimo e o que se encaixa melhor para a sua vida

Cheque Especial

Esta modalidade é uma das que mais possui juros no Brasil. É preciso ficar atento nas regras antes de solicitar esse tipo de empréstimo. Em 2018 houveram algumas mudanças significativas nas regras de cheque especial. O objetivo com a medida definida pelos próprios bancos é reduzir o índice de inadimplência e descontentamento neste tipo de empréstimo e, assim, conseguir uma redução nos juros.

O empréstimo no formato de cheque especial é caro porque o banco cede esse crédito sem pedir nenhuma garantia. Ao contrário do que acontece com o empréstimo pessoal.

Não use o cheque especial como extensão da sua conta corrente. O cheque especial é um empréstimo assim como qualquer outro, e que você precisa se planejar para pagar e ficar atento aos juros cobrados.

Cartão de Crédito

Uma modalidade de empréstimo com taxas de juros em em 11,70% ao mês e 277,26% ao ano. Muito utilizado pelo mundo, o cartão de crédito precisa ser considerado um empréstimo – e muitas pessoas não o fazem.

É importante que, por mais que o banco libere um crédito alto, você tenha controle do que pode pagar no mês seguinte. Crie parcelas de até seis meses e não fique preso por muito tempo com a mesma dívida.

Considere o cartão de crédito um empréstimo.

Empréstimo com Garantia

Com o empréstimo com garantia, você tem oportunidades diferenciadas e consegue ter um impacto maior no seu planejamento financeiro. Veja pontos de destaque do crédito com garantia:

  • VALOR DE CRÉDITO: Tendo seu imóvel ou veículo como garantia, o seu crédito é muito maior – dado ao nível de confiança do processo;
  • TAXAS: considerando que você terá um bem como garantia do crédito, as taxas são menores para a instituição financeira e, consequentemente, menores para você;
  • MAIOR PRAZO: este formato de crédito com garantia também traz a oportunidade de você se planejar com maior período de tempo para pagamento das parcelas do empréstimo com garantia.

Leia mais sobre empréstimo com garantia em um artigo da CFIN.

Se você já possui interesse em adquirir um empréstimo com garantia, CLIQUE AQUI.

Empréstimo Pessoal

Destino a pessoas físicas, o empréstimo pessoal, possui as opções de sem garantia e com garantia. Os critérios, taxas e perfil de cliente são diferentes nos dois tipos.

Antes que o empréstimo seja aprovado, faz-se necessário realizar uma avaliação completa da documentação fornecida pelo solicitante. A contratação costuma ser ágil. Contudo, é necessário estar atento às taxas de juros que são cobradas e ao prazo para pagamento.

Perceba que, mesmo em situações em que as taxas de juros são favoráveis a você como solicitante, sempre recomendamos um planejamento financeiro organizado. Saber onde aplicar o empréstimo e como pagá-lo é o mais importante.

Vantagens do empréstimo pessoal: rapidez, disponibilidade.

Estamos sempre disponíveis também para a sua consulta. Fale conosco da CFIN e conheça mais opções de crédito. CLIQUE AQUI.